fbpx
Procurando por algo?

Profissionais do Tribunal de Justiça iniciam Pós

A primeira disciplina, “Estado, Governo e Administração Pública Aplicada ao Judiciário”, foi ministrada pelo professor Felipe Camarão, na  Fundação Sousândrade

Magistrados e servidores do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) iniciaram, nesta sexta-feira (29), as atividades do curso de especialização em Gestão Judiciária. A formação é resultado de convênio mantido entre a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio da coordenação do curso de Direito, e a Escola Superior da Magistratura (ESMAM).

A primeira disciplina, com o tema “Estado, Governo e Administração Pública Aplicada ao Judiciário”, foi ministrada pelo professor mestre e doutorando, Felipe Camarão, no auditório da Fundação Sousândrade (FSADU).

Participam da turma 69 profissionais do polo judicial de São Luís, selecionados por meio da análise de currículo e memorial descritivo. Outras 50 vagas serão destinadas aos juízes de demais servidores do polo de Imperatriz, após seleção a ser realizada pela UFMA no primeiro semestre de 2020.

O diretor da ESMAM, desembargador Froz Sobrinho, deu as boas-vindas aos alunos e falou sobre a importância da formação para aprimoramento do quadro funcional do TJMA. “É um curso proposto pela ESMAM, com a consultoria da UFMA, formatado especificamente para gestão no âmbito da Justiça. Nossos juízes e outros profissionais do quadro serão especialistas em Gestão Judiciária, sendo qualificados para compreender o mecanismo da administração que garante a excelência na prestação jurisdicional agora e no futuro”, ressaltou o magistrado.

A especialização terá duração de 360 horas (18 meses), compreendendo a realização de atividades docentes, avaliações e defesa do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A iniciativa integra as ações do Programa de Pesquisa e Pós-Graduação, instituído pela escola judicial, em abril deste ano, constituído por atividades de ensino, em nível de pós-graduação e pesquisas, promovidos diretamente pela ESMAM ou por cooperação junto a instituições parceiras.

O TJMA e a ESMAM, através do Fundo Especial da Escola Superior da Magistratura (FESMAM), custearão 50% do valor das mensalidades dos profissionais inscritos. Os outros 50% serão pagos pelos alunos selecionados, mediante desconto mensal em folha de pagamento do TJMA.

Fonte: Portal do TJMA