mesa completa2

“Muito do que avançamos no Iema devemos também ao apoio da Fundação Sousândrade, pois com a Fundação conseguimos materializar nossos projetos”, disse o reitor do Iema- Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, Jonathan Almada, na aula inaugural, dia 21, do curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica, organizado pela Fundação Sousândrade (FSADU), direcionado aos professores e gestores do Iema.

Jonathan e turma reduzida
A aula contou com a presença da diretora-presidente da FSADU, Evangelina Noronha, da coordenadora do curso, Lélia Moraes (de vermelho), e do pró-reitor de Ensino do Iema, Elinaldo Silva. A presidente ressaltou que este é o terceiro curso de especialização, com conteúdo organizado pela Fundação Sousândrade, em parceria com instituições. “Isso é motivo de grande alegria para nós”, disse ela.

Sobre este curso de Educação Profissional e Tecnológica, a presidente lembrou que nasceu da ideia do reitor Jonathan Almada há um ano, na reunião de conselho curador da Fundação Sousândrade, do qual o reitor é conselheiro. “O melhor da parceria com o Iema é que o Jonathan não é só de ter ideias, é de realizá-las”, destacou, contextualizando, em seguida, com um pensamento do educador Paulo Freire: “A educação é como uma sementinha que necessita ser molhada para florescer. É uma alegria ver aqui educadores buscando aprimoramento”.

O pró-reitor de Ensino do Iema, Elinaldo Silva, falou sobre o plano de ação do Instituto que, segundo ele, tem como uma das premissas a formação continuada tanto em serviço nas unidades, ou como por parcerias com outras instituições. “O curso tem por objetivo aprofundar a educação técnica profissional que ainda é muito tímida no Maranhão. Essa é uma experiência inovadora que pretende enfatizar esses debates que, consequentemente, vão chegar às unidades. A pós-graduação é semipresencial e nós teremos aulas aos sábados, definidos pelo calendário da Ufma, e por meio da plataforma da Fundação Sousândrade na hora que os professores tiverem disponibilidade”, disse o pró-reitor.

Conferência IFMA - Um dos momentos altos da aula inaugural foi a conferência da professora doutora do IFMA- Instituto Federal da Educação, Ciência e Tecnologia, Eliane Pedrosa (foto abaixo), com mediação do pró-reitor Elizando Silva. Ela falou sobre “A formação profissional e tecnológica e o trabalho como princípio educativo”. Prendendo a atenção da plateia, lançou a seguinte reflexão para os educadores, ela descreveu as dimensões na formação humana: política, social, econômica, afetiva e científica e lançou a reflexão para os educadores: “Qual é o papel que assumimos ao ter o trabalho como princípio educativo?”, dizendo ser uma opção política e ética. “A formação precisa ser integral. Nosso desafio é oferecer formação técnica sem esquecer a dimensão humana”.

profa eliane
Sobre o curso- A coordenadora do curso é a professora doutora em Educação da Universidade Federal do Maranhão, Lélia Moraes, que, de acordo com Evangelina Noronha, elaborou o projeto “criteriosamente e inteligentemente”. Lélia explicou aos alunos a organização curricular e a dinâmica do curso. Será realizado na modalidade de ensino a distância, destinado aos professores que atuam nas unidades plenas do Iema, com carga horária total de 420 horas, em um tempo máximo de 16 meses.
“É voltado especialmente para o público que atua nas unidades plenas do Iema e focado na perspectiva de trabalhar o currículo integrado”, destacou a coordenadora. Tendo em vista a educação continuada, o curso foi pensado com momentos presenciais – a cada abertura de disciplina ou sala ambiente -, mas também a distância.

Back to Top