Procurando por algo?

Adaptados: FSADU está em dia no trabalho remoto

Registro de uma das videoconferências realizadas com empregados da FSADU

 

Organização de concursos, processos de Licitação, produção da Revista Científica e recredenciamento junto ao Ministério da Educação (MEC) são alguns dos trabalhos realizados pela Fundação Sousândrade (FSADU) desde que foi baixada portaria para o trabalho remoto, dia 19 de março, por prevenção ao novo coronavírus.

Todos os setores continuam em operação, com reuniões via aplicativos de celular e videoconferências. Esta semana, a diretoria convocou uma reunião à distância para os líderes compartilharem as recentes ações.

“A Fundação não parou e nem vai parar. Sentimos falta do contato presencial, mas a diretoria está satisfeita com a garra dos empregados que abraçaram esta empresa neste momento difícil”, observou a diretora-presidente Evangelina Noronha.

“Seguimos com nosso acompanhamento administrativo, manutenção da sede e da casa do Programa de Atenção Social Sousândrade (PASS), e estamos apoiando a campanha em benefício ao Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão, ou seja, temos muito trabalho e estamos contando com todos. Isso é muito significativo”, ressaltou a superintendente Luciana Cordeiro.

Para que os empregados pudessem desenvolver suas atividades de casa, foram criados grupos em aplicativo de celular, a começar pelo grupo com os responsáveis por tomadas de decisão, onde são alinhadas as diretrizes que serão compartilhadas posteriormente com os grupos de cada setor.

INFORMÁTICA– Para maior suporte, o Núcleo de Informática (NINF) disponibilizou aos empregados notebooks e aparelhos celular, além de treinamentos para organização de videoconferências. “Estamos à disposição para resolver qualquer problema em tecnologia”, disse o diretor do NINF, Ronald Sousa.

PROJETOS–  Um dos setores com grande demanda diária é o de Projetos. Por meio dele é realizado atendimento direto às universidades, secretarias de Estado e municipais e demais organizações públicas e privadas. “Estamos em dia com as tratativas com os professores dos projetos desenvolvidos, sendo que a prioridade agora é a conclusão do relatório 2019 e o levantamento de documentação para envio ao MEC, com finalidade de recadastramento da FSADU”, disse Leo Marinho, que responde pela Gerência de Projetos com Shirley Saraiva e Joanilda Martins. “Estamos trabalhando normalmente com nossos clientes”, completou a gerente de Projetos Especiais, Janilda Junqueira.

CONCURSOS– Na área de Concursos, vale destacar o acompanhamento para o certame na cidade de Balsas cujo resultado foi divulgado esta semana. Todo atendimento aos inscritos está sendo feito por telefone e e-mail. “Estamos, também, na fase de preparação de edital de um novo concurso para a cidade de Itinga e mais dois contratos em fase de iniciação”, informou o gerente de Concursos, Emílio Ramos.

CURSOS- No Núcleo de Apoio Científico e Tecnológico (Nacitec), responsável pela organização e gerenciamento dos cursos presenciais e à distância, foi necessária adaptação na metodologia. Neste mês, os módulos de um curso presencial foram realizados de forma remota. “Implantamos uma plataforma ágil para que os alunos pudessem trabalhar em grupo e os professores pudessem interagir de forma eficaz”, explicou o diretor Ivaldo Vidigal.

JURÍDICO- Na Assessoria Jurídica, Danielton Silva informou que “não tem sofrido grande impacto com o home office” e que está trabalhando muito em parceria com os setores de Projetos e Recursos Humanos. “O que faz falta é o contato pessoal, a facilidade de irmos direto aos setores para sanarmos dúvidas e trocarmos ideias, mas estamos conseguindo resolver tudo”, disse ele.

RECURSOS HUMANOS– Na gerência de Recursos Humanos, a gerente Neldymar Frazão destaca que o fluxo segue normal em todas as atividades, como contratação, programação de férias, informações sobre declarações de Imposto de Renda, entre outros. “Superada a dificuldade inicial de acesso ao sistema, os processos seguem normalmente. Estamos contando com a equipe que não mede esforços até concluir as etapas”, ressaltou a gerente.

OPERACIONAL- Na Gerência Operacional, o gerente Diego Guilhon avalia que as demandas no setor até aumentaram, uma vez que foram concedidas férias a uma parcela do quadro. “Temos muitas demandas nesta pandemia, como solicitação para aquisição de máscaras hospitalares, de jogos para entretenimento aos que estão em isolamento, locação de veículos, além de participarmos de licitação, atendermos fornecedores e zelarmos pela manutenção dos prédios da FSADU, mas tudo está sendo concluído”, diz ele.

FINANCEIRO E CONTABILIDADE- Nas Gerências Financeira (GFIN) e de Contabilidade (GCON), os processos também estão concluídos no prazo. Segundo Ana Júlia Pessôa (GFIN), os pagamentos e faturamentos estão atualizados. “Estamos atendendo as demandas e trabalhando diretamente com dois outros setores da Fundação, por meio do telefone celular”, disse ela. “Nunca pensei que eu pudesse trabalhar tanto por telefone”, completou.

ARQUIVO– Devido à organização na catalogação no setor de Arquivamento, sob responsabilidade da bibliotecária Consolação Novais, os setores podem encontrar os processos com facilidade. Na videoconferência, Allysson Campos (GFIN) destacou tanto a organização do setor quando o apoio dos seguranças que localizam com presteza os processos solicitados. “Eles nos ajudam muito presencialmente”, reconheceu.

COMUNICAÇÃO– Para que os públicos externo e interno estejam informados sobre as atividades realizadas da Fundação Sousândrade neste período de trabalho remoto, a Assessoria de Comunicação também não pode parar. Está em contato permanente com a diretoria para atualizar as redes sociais e o portal de notícias. “O ritmo na Comunicação até aumentou, pois iniciamos a parceria na divulgação da campanha em benefício ao Hospital Universitário, o que demanda participação no grupo da campanha, gravação de vídeos, fotos, produção e divulgação de textos”, disse a assessora Liliane Moreira. Para projetos presenciais de comunicação é necessária a adaptação. Um deles é o Integra, por meio do qual são realizadas palestras para os empregados. Para não suspender o projeto, a próxima palestra será online para as mães que trabalham na Fundação, em homenagem ao Dia das Mães. Para as mães que não puderem assistir à palestra por videoconferência, será enviada a transcrição por mensagem de texto e e-mail.

MENSAGEM FINAL– Antes de a diretoria encerrar a videoconferência, Moisés França, da Gerência Operacional, compartilhou sua reflexão sobre esta etapa na vida profissional de todos da Fundação Sousândrade: “Cada um de nós está executando as atividades e concluindo processos muito complexos. E isso só é possível porque contamos uns com os outros. O fator presencial é nossa grande superação, e eu desejo que quando tudo isso passar o novo normal para todos seja a vida com mais empatia”.