Procurando por algo?

FSADU doa cestas básicas à “Solidariedade é Vida”

Equipe da Gerência Operacional com a diretora da ONG, Irmã Mônica

Uma pausa na rotina do trabalho para ver como vivem crianças portadoras do vírus HIV na Organização Não-Governamental (ONG) “Solidariedade é Vida”, em São Luís, foi o que fizeram ontem (23) empregados da Fundação Sousândrade (FSADU). Eles doaram mais do que dez cestas básicas em nome da FSADU, doaram tempo e afeto. Abraçaram, conversaram e se comoveram com a alegria das crianças. “Temos tudo na vida e ainda reclamamos, enquanto elas ficaram felizes só com nosso abraço”, observou o gerente operacional Diego Guilhon.

A ONG abriga, atualmente, 16 crianças soropositivas, filhos de mães soropositivas ou irmãos de soropositivos, com faixa etária entre zero e 18 anos. Hospeda e oferece toda a assistência necessária: alimentação, escola, lazer, acompanhamento médico e psicológico. “Vivemos como uma família”, resume a irmã Mônica, diretora da organização.

Há também o atendimento para crianças e adultos não residentes, que se hospedam enquanto estão em tratamento ou por outras razões. O foco do atendimento é para pessoas que possuem algum caso na família com o vírus HIV. Além das 16 crianças residentes, hoje são feitos 560 atendimentos.

A casa se mantém depende apenas de doações e de recursos repassados pelo Governo Federal. “Precisamos de quatro toneladas de alimentos mensalmente”, diz irmã Mônica, contabilizando a quantidade diária de leite para 50 crianças até dois anos de idade, mais 300 refeições, lanche e doação mensal de cesta de alimentação para cerca de 200 mães. A casa ainda precisa de R$ 4 mil/mês para manutenção, como pagamento de contas de água, energia, entre outras.

MAIS DA ONG
O grupo é uma organização sem fins lucrativos, fundado em 02 de dezembro de 1998.
Mantém duas casas de apoio em São Luís, o Lar irmã Mônica, que abriga pacientes adultos, e a casa Sonho de Criança da Divina Misericórdia que recebe integralmente crianças soropositivas e filhos de soropositivo.

A composição do grupo é feita por voluntários soropositivos, ou não, como também por profissionais de diferentes áreas tais como enfermeiros, psicólogo, terapeutas ocupacionais, advogado, pedagogo, relações públicas, nutricionistas, contador, universitários, estudantes da Educação básica, auxiliar de secretaria, cozinheiros, monitoras, serviços gerais e ainda pessoas da comunidade em geral.

PARA DOAR
De acordo com informações da ONG, a necessidade maior da casa é de alimentação. Porém, também é necessário produtos de higiene e limpeza, roupas de criança e adolescentes, roupas de cama, mesa e banho, livros didáticos e literários, material escolar, móveis e utensílios domésticos novos e usados.

A doação pode ser feita através da entrega do material na sede do grupo: rua São Gabriel, 200, bairro Fé em Deus, São Luís (MA), ou através de depósitos em dinheiro na conta bancária. Dados: Banco do Brasil. Agência 1612-8; conta 17746-6. Maiores informações: (98) 3232-5886.