fbpx
Procurando por algo?

Maranhão vence competição de logística portuária

Entre 323 competidores do país, veio para o Maranhão o título de campeão do  “Brasil Hack Export”, no maior Fórum Nacional de Logística e Infraestrutura Portuária. O grupo de seis participantes, entre eles o professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Sérgio Cutrim, colaborador de projetos para a Fundação Sousândrade (FSADU), desenvolveu um software que utilizou dados do Porto Sem Papel para apresentar análises e insights inteligentes sobre a operação e eficiência dos berços portuários. O resultado foi anunciado nesta segunda, 23, e os vencedores receberão U$ 5mil mais uma viagem para apresentar o projeto e conhecer o ecossistema de Inovação do Porto de Singapura, com o apoio da Enterprise Singapore.

O Brasil Export é um espaço multisetorial e permanente de debates, reunindo os principais nomes da cadeia de logística portuária, agronegócio e multimodalidade. Dentro do evento, que iniciou dia 11 de outubro, foi realizado um Hackathon, ou seja, uma maratona tecnológica de inovação e programação com o objetivo de criar soluções para gargalos logísticos do país – o Brasil Hack Export.

A competição foi dividida em seletivas regionais que ocorria aos finais de semana. Norte, Nordeste, Centro Oeste, Sudeste e Sul formaram cinco desafios diferentes para corredores logísticos, ferrovias, cabotagem, rodovias e hidrovias. Os vencedores das seletivas qualificavam-se para a etapa nacional da competição, além dos selecionados para disputar essa etapa. Foram 1.112 inscritos, 323 competidores, 114 mentores e 85 jurados.

A equipe “DL Portos”, de São Luís, formada por Daniel Pereira (Especialista em Logística Portuária), Adriano Marabuco (Mestrando em Inteligência Artificial) e Iago Garcês (UX / UI Designer), venceu a seletiva Nordeste, classificando-se para a etapa Nacional,  com a solução de marketplace Ways  para o desafio de popularizar a cabotagem como solução para movimentação de cargas para pequenos e médios produtores.

O time, com a inclusão dos membros Aderson Gregório (Mestre em Geociências), Henrique Brandão (Mestrando em Engenharia de Software) e Sérgio Cutrim (Doutor em Engenharia Naval e Oceânica), venceu a etapa final ao analisar a eficiência dos Portos do Brasil durante o escoamento da safra, usando os dados do Porto sem Papel, e construir um software com soluções para otimizar a logística portuária usando Inteligência Artificial.

O Brasil Export possui apoio institucional do Ministério da Infraestrutura, Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Associação Brasileira de Terminais Portuários, Associação de Terminais Privados, Associação Brasileira de Entidades Portuárias e Hidroviárias, Confederação Nacional de Transportes, Praticagem do Brasil, Associação Brasileira de Operadores Logísticos, Enterprise Singapore além de diversos portos, terminais e outras instituições do setor.